20 dicas para limitar o uso de celular em casa

Filhos: 20 dicas para limitar o uso de celular sem causar conflito em casa

Celular virou um  grande problema nos lares do mundo todo. Veja como resolver de forma mais eficiente

Não é família

Não é fácil tirar o celular da molecada sem que tenha aquela piraça, choro e as vezes até um castigo.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) editou um guia de orientação aos pais sobre o uso de celulares, tablets e computadores. Mas o máximo de 3 horas por dia, é considerado tempo rigido demais para os brasileiros.

A Organização Mundial da Saúde recomenda um tempo especifico para uso de celulares por crianças.

— Os filhos ficam pelo menos seis horas na escola, se deslocam até em casa, a maioria tem atividades extras e é preciso respeitar os horários de sono. 

Levanto isso em consideração, o limite de tempo para uso de telas é mais do que adequado — afirma.


Os momentos de descanso são os mais afetados pelo uso descontrolado de celulares, principalmente entre os adolescentes.

— A luminosidade atrapalha a produção de melatonina, hormônio responsável pelo sono. 

Soma-se a isso o fato de que os adolescentes naturalmente sentem sono mais tarde. 


ALGUMAS DICAS IMPORTANTES
1 – Apenas maiores de 2 anos podem usar celular;
2 – Até 5 anos, deve-se limitar o tempo ao máximo de 1 hora/dia;
3 – Crianças de 6 e 10 anos usar no máximo de 2 horas/dia;
4 – Adolescentes com idades de11 e 18 anos uso de  2-3 horas/dia, e nunca deixar “virar a noite” jogando;
5 – Não permitir o isolamento durante o uso; estimular o uso nos locais comuns da casa;
6 – Não usar durante as refeições e desconectar uma hora antes de dormir;
7 – Estimular exercícios ao ar livre;
8 – Nunca postar fotos em redes sociais;
9 – Criar regras saudáveis para o uso;
10 – Encontros com desconhecidos devem ser evitados;
11 – Instale aplicativos de controle de tempo de uso de celular e monitore o uso;
12 -Fazer alguma atividade juntos durante o final de semana para aproximar a família. 
13 – Para quem não pode sair todo fim de semana, outra dica é aproveitar para usar a tecnologia junto, sem ultrapassar o limite diário indicado por faixa etária. 
14 – Brincadeiras lúdicas, como desenhar, ler livros, brincar com jogos de tabuleiros para preencher o tempo de seu filho e aproximá-lo de você
15 – Chame amigos de seu filho para fazer algo em sua casa. 

MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL:

Eu tive esse problema em casa e vou te falar, foi difícil demais. No início usei a estratégia do ditador. Mandei e pronto. Durou alguns dias e depois voltou tudo.

Depois tentei a estratégia da conscientização. Conversei tentando explicar que o uso prolongado tirava o foco e atrapalhava os estudos. Fracassei também.

Depois tentei a estratégia do mágico. Escondi o telefone um pouco antes de dormir. Funcionou um dia, porque no outro ela já ficou mais atenta para não perder o celular.

No final, percebi que o ideal é equilíbrio. Conversar, explicar, mostrar os resultados negativos do uso, mas o principal são dois pontos: Exemplos e programas em conjunto.

Deixei um pouco o meu celular de lado e peguei um livro, sempre mostrando o exemplo e enfatizando o benefício. Mostrei também algumas amigas dela que ela admirava. 

E os programas em conjunto foi mesmo brincar com nosso cachorro e ver filmes na netflix. 

Não resolveu mas minimozou muito o problema.

Se você tiver alguma dúvida entre em contato conosco, tá ?

Clique aqui para falar conosco